27 de dez de 2009

FLASHBACK 2009












Chuvas devastadoras, Adeus ao Rei do POP, Meu novo BLOG, O RJ é escolhido pra sediar as olimpíadas de 2016, um vestido vermelho que deu o que falar numa certa faculdade...




Boa Noite caros amigos,




mais um ano que está chegando ao fim, para muitos, mais uma etapa vencida, para outros, apenas um degrau na grande escalada, mas para a maioria, um ano que vai ficar na memória por vários motivos, pra mim, especificamente, posso definir o ano de 2009 como


"O ANO DA VIRADA AOS 45 MINUTOS DO SEGUNDO TEMPO", meu final de 2008 não é o que se pode dizer de fim de ano "glorioso", mas mesmo assim, tive muitas expectativas para esse ano, uma delas foi uma maravilhosa viagem que fiz com minha irmã logo no inicio do ano, que me recarregou as forças, depois veio a volta à faculdade, trabalhos, correrias, até que em junho eu joguei a toalha e tranquei meu curso, o que me causou muita tristeza, mas não teve outro jeito, pois tive alguns problemas pessoais e financeiros que me forçaram a interromper a faculdade, bom, posso dizer que o mês de junho foi sem dúvida o mais dificil do ano, uma verdadeira provação, mas graças a Deus,


tive forças pra enfrentar tudo de frente, e hoje olho pra trás e vejo que valeu a pena, depois de tantos problemas, decidi que era hora de seguir adiante, e tomei uma decisão radical, decidi sair de casa, mudar de cidade, aceitei uma proposta de emprego e posso dizer que foi uma das decisões mais acertadas da minha vida, pois tudo mudou, minhas perspectivas, meus sonhos, meus hábitos, vontades etc...


E foi então que com pouco mais da metade dele, o ano realmente começou pra mim, ganhei uma nova casa, um novo emprego, uma nova família, mas acho que só estou vivendo isso porque eu realmente estava preparado, porque eu me abri pra uma nova experiencia, porque arrisquei a enfrentar minha vida de frente, de ousar, de fazer as coisas de maneira diferente do que eu estava acostumado, de ter coragem para vivenciar o novo.



2009 poderia ser uma ano como outro qualquer, quando a gente começa cheio de planos e expectativas, e se a gente consegue cumprir pelo menos 10% das promessas que fazemos já é um grande passo, não sei se cheguei aos 10%, mas posso afirmar com certeza que renovei meus sonhos, mudei minha vida e recebo com carinho esse 2010 que promete muito.



Teve de tudo esse ano, surpresas, lágrimas, sorrisos, gargalhadas, fim de ciclos, inicios, recomeços, deçepções, novas amizades, de encontros e despedidas (MINHA QUERIDA IRMÃ foi morar em outro estado e vai deixar saudade!!!).



Perdi dois ídolos (Michael Jackson e Alborghetti) fui ao show do Roberto Carlos mas perdi a apresentação da Orquestra Video Games Live em BH, tenho certeza que 2010 será muito, mas muuuuito melhor que esse ano que termina.



E não afirmo isso só pra mim, mas desejo isso a todos os meus amigos, familiares, companheiros de blog, enfim, a todos aqueles que de certa forma estiveram comigo nesse último ano, e que espero se Deus quiser, que continuem fazendo parte dessa minha caminhada...





UM FELICÍSSIMO 2010 A TODOS


NAMASTË

22 de dez de 2009

O NATAL de todos nós!!!!



Vitrines lotadas, transito engarrafado, chuva, multidões de gente nas ruas, mais chuva, pressa, pressão, dinheiro curto pra tudo o que a gente tem vontade de fazer, essa é a cara do Natal nos dias de hoje.

Mas não foi sempre assim, a um tempo atrás, lembrando meus tempos de criança, o Natal era diferente, a PRESENÇA tinha muito mais valor do que os PRESENTES, me lembro que eu aguardava ansioso pelo fim do só pra ter aquela sensação gostosa de casa cheia, meus tios vinham do interior, sempre trazendo coisas gostosas da roça, me lembro de ir à igreja na noite de véspera, só pra ouvir um maravilhoso coral, hoje, esse coral deu lugar às buzinas dos carros e a correria das pessoas, que se esforçam pra sair do trabalho e chegar em casa à tempo pra comemorar com a familia, depois de um dia corrido e estressante de trabalho.

E acredito, que bem antes de eu nascer, o Natal era ainda melhor, sem os apelos da mídia, sem essa verdadeira corrida mercantilista que se tornou a comemoração do nascimento de Cristo, antes, era uma festa pra comemorar o nascimento da familia, da renovação da fé, da esperança de um mundo melhor, e gente, já pararam pra pensar que o Natal se comemora em apenas um dia e temos TRÊS pra comemorar o Carnaval?

Não que eu seja contra o carnaval, mas se a gente olhar o significado da celebração, o Natal deveria ter pelo menos uns cinco dias.

Mas já que não tem, temos que aproveitar ao máximo esse tempo, e em alguns casos, pode ser uma rara oportunidade de estarmos ao lado de quem amamos, nossa familia, amigos etc... É um momento de alegria, de confraternização, e por mais que o apelo seja comercial, ainda guardamos através de nossa essência humana o que alguns chamam de "espírito de Natal", é o momento de renovar nossas esperanças naquilo que nos é importante, se é o seu casamento que não anda bem, abraçe seu esposo ou esposa na noite de Natal, lembre-se dos momentos maravilhosos que passaram juntos, se está brigado com teu irmão que mora longe, dê um telefonema, lembre-se das vezes que ele brincou com você e lhe protegeu daquele brigão que morava no fim da rua, e diga a ele que você o ama e que o espera para a ceia, se tem um amigo que não fala há tempo, essa é a hora, pois amigos são amigos, não importa tempo ou distância, mas se não existem nenhuma dessas situações e se está tudo bem, mais um motivo pra comemorar, pois tudo sempre pode ficar melhor.

Natal é festa pra todos nós, não só por ser a noite do bom velhinho barbudo, ou porque ganhamos um tikim mais de dinheiro, ou porque ganhamos presentes melhores, Natal deve ser festa também dentro da gente, e o que importa se é "apenas" uma noite, ou algumas horas, o importante é estar, é experimentar esse momento junto daqueles que amamos, sentindo aquele abraço gostoso, vendo o sorriso e os olhinhos brilhantes das crianças, mas jamais nos esqueçendo do "aniversariante" do dia.

Meu desejo, a todos, amigos reais e virtuais, que este fim de ano traga a todos nós muita LUZ, PAZ, ALEGRIA, RENOVAÇÃO, ESPERANÇA, FÉ, SAÚDE E MUITO...MAS MUITO AMOR!!!!!

NAMASTE E BOAS FESTAS!!!!!!

9 de dez de 2009

"Um Beijo na tua ALMA!" Descansa em PAZ DALBORGHA!!!!




O Brasil ficou mais triste, ou pelo menos, parte dele...

Faleceu no dia de hoje, acometido de um câncer de pulmão, o Repórter Policial e apresentador Luis Carlos Alborghetti, um homem polêmico, que não tinha meio termo, ou o amavam, ou odiavam, eu faço parte do primeiro time, conheci o trabalho desse homem corajoso, que foi deputado estadual por Curitiba.

Talvez sua marca registrada, alêm de sua irreverência, era a sua forma agressiva e incisiva de se referir ao mundo do crime, sem papas na língua, o "Mestre Dalborgha", como era conhecido por sua legião de fãs, ficou famoso por várias célebres frases:

"Bandido bom é bandido morto!"

"Um beijo na sua alma!"

"Tá com pena dele? Leva pra tua casa! Põe pra dormir na tua cama!" (frase dirigida a defensores dos direitos dos bandidos)


"Mataram mais um assassino. Aleluia!"

"O fulano agora está no colo do capeta!"

Entre tantas outras, mas o fato é que Alborghetti mudou a cara do jornalismo policial, influenciando direta ou indiretamente muitos dos repórteres de hoje, inclusive um de seus discípulos diretos, Carlos Roberto Massa o "RATINHO", que foi seu repórter por 12 anos, e que assumiu seu programa CADEIA, na TV Gazeta, em 1994.

Mesmo com seu jeito nervoso, e algumas vezes caricato, Alborghetti conseguiu muitos adimiradores, seus videos espalhados pelo Youtube são dos mais assistidos, e existem também várias comunidades dedicadas a ele no "YOGURT" como o próprio Dalborgha costumava chamar a rede social Orkut.

Queria deixar aqui a minha homenagem a esse homem, reporter, político, polêmico, mas acima de tudo...BRASILEIRO, que amava seu país e o defendia com unhas e dentes, era também um grande defensor da família brasileira, onde criticava duramente, todos os criminosos que atentavam contra ela.

Alborghetti era assim, direto, curto e grosso, um dos poucos homens públicos que, como ele mesmo dizia, DAVA A CARA PRA BATER, e por várias vezes, teve seus direitos cerceados por ser exatamente assim.

Fica aqui minha homenagem a esse grande homem, que com certeza, irá, de uma forma ou de outra, fazer falta nesse País, cada vez mais assolado pela criminalidade e pela corrupção...CADEIA NELES!!!!

Um Beijo na tua alma MESTRE ALBORGHETTI!

29 de nov de 2009

Quase uma lembrança...


E lá se vai mais um mês longe de casa, e a cada mês que passa, me vejo mais e mais distante da minha antiga vida, não que isso seja ruim, pra mim pelo menos, que sempre me adaptei a situações novas, a novos desafios, mas tem hora que as lembranças vêm à tona, da minha antiga casa, do meu antigo quarto, do aconchego de casa de mãe.

É engraçado, já nem me refiro mais à minha antiga casa como "minha", já não consigo mais pensar que um dia lá foi meu lar, hoje, minha referencia de lar é aqui, onde vivo em uma nova casa, com um novo quarto, com uma nova familia, os horizontes, as perspectivas e objetivos mudaram, na verdade tudo mudou, meus hábitos alimentares, a hora de dormir, de acordar, meu tempo bem mais curto devido ao trabalho que me exige muito.

Mas hoje, não sei porque cargas d`água, me peguei pensando muito na minha antiga vida, nos meus antigos hábitos, e no meu antigo tempo, me lembrei do sabor da comida da minha mãe, das intempéries loucas do meu irmão, das minhas longas e solitárias noites frente ao computador (ainda bem que eu tinha o blog pra me fazer companhia), mas em vez de sentir falta disso tudo, eu simplesmente vi isso de um ponto de vista diferente, começei a pensar que a vida realmente é um processo de constante evolução, e exige que a gente se adapte a essas mudanças.

E isso faz parte do amadurecimento, aliás, amadurecer pra mim nada mais é do que uma adaptação, uma adequação à novas necessidades e novos conceitos, melhores e mais conscientes,
mas nada disso nos impede de lembrar, e eu gosto de me lembrar, gosto de ver que muitas coisas que fizeram parte do que fui, do que vivi, me tornaram quem eu sou hoje, mais seguro, mais certo do que eu quero e do que eu não quero pra minha vida, e agradeço muito a Deus, por ter me dado força e sabedoria pra chegar até aqui.

Guardo com carinho, todas as coisas boas da minha antiga vida, dias alegres, almoços em familia, passeios no shopping, cinema, a loucura do centro de BH, a faculdade, os amigos, os colegas, enfim, tudo aquilo que me fazia aguentar a pressão do dia a dia, agradeço por cada um desses bons momentos.

Mas isso agora são lembranças, de um tempo bom, que se tornou distante, para dar lugar a um ainda melhor, aquele Wallace de 29 de Novembro de 2008 não existe mais, aquele garoto meio moleque, que se recusava a crescer e entender as coisas como elas são, se tranformou em um Wallace completamente diferente, agora ele é um homem que ainda guarda seu lado criança na verdade, mas que olha no espelho e vê que o tempo corre, e que ele precisa seguir o ritmo.

Guardo na lembrança minha antiga vida , e me lembrarei dela sempre que for necessário, não sei, talvez esteja apenas porque o fim de ano está chegando, e essas datas mexem comigo, sei lá, ou eu sou mesmo um sentimental incorrigível.

Fato é que estou feliz, com minha nova vida, com meus novos hábitos, com minha nova cidade, meu novo lar, e isso me dá força e convicção ainda maiores pra seguir adiante nessa minha estrada, pois sei que ela guarda maravilhosas surpresas, alegrias, obstáculos, provações.

Me lembrei muito da minha antiga vida, mas é tudo o que foi, hoje, ela nada mais é do que quase uma lembrança...

Toca o Barco

NAMASTË

28 de nov de 2009

O Monstro de Olhos Verdes

Hoje deu vontade de pegar pesado...

Boa Noite a todos,

Há muito tempo que tenho vontade de escrever aqui sobre um tema bem polêmico, que com certeza divide muitas opiniões, e que é tão antigo quanto a própria humanidade, o "BOM" e velho...CIÚME!

Li um texto muito interessante da Psicóloca Ayala Pines, que deu uma definição bem intrínseca sobre o que é o cerne do ciúme:

"É a reação complexa a uma ameaça perceptível a uma relação valiosa ou à sua qualidade."

A palavra “ciúme”, segundo fontes literárias, tem suas origens na palavra grega zelumen, ou ainda zelosus, do latim, que têm suas raízes na palavra zelos, que significa fervor, calor, ardor ou intenso desejo. Zelos
vem da mesma raiz grega que deu origem às palavras, do francês e do inglês, respectivamente, jalousie e jealousy.

Mas definições gramáticas a parte, a verdade é que esse sentimento, ainda é objeto de muitos estudos dentro da psicologia, exatamente pelo fato de que as pessoas não podem prever totalmente suas reações frente a ele, talvez por ser uma reação muito mais ligada às circunstâncias do que aos instintos propriamente ditos.

Os ciumes podem variar, ciúme de amigos, de irmãos, ciúmes de coisas materiais, ciúmes dos Pais, todos estes exemplos podem ser vistos de maneira diferente, dependendo da intensidade que é colocada no "objeto" ao qual sentimos ciume.

Ciúme pode ser de alguma maneira positivo?

Pergunta bem difícil de responder, para isso precisamos avaliar nossos princípios mais básicos de sentimentos, se em nossas raízes, cultivamos os nossos sentimentos de maneira sadia, com valores de familia bem definidos, se crescemos em um ambiente onde são bem delineados os nossos papéis de irmãos ou filhos, se não somos inundados por idéias de que somos melhores ou piores, e sim, iguais, podemos ter uma idéia mais suscinta sobre o sentimento de posse, que é exatamente a origem do ciume. Portanto, antes de avaliar se existe algo de positivo no ciúme, precisamos ter claro dentro de nós, qual a real importância que damos aos nossos próprios sentimentos, se por um lado, temos aquela idéia de que ciúme pode ser aquele cuidado com quem gostamos, o "tal" zelo, aquela sensação de que não podemos perder aquilo que nos é querido, damos uma imensa atenção à quem amamos, em alguns casos, o ciume pode ser um escudo de proteção contra qualquer ameaça iminente, e pode, em alguns casos mais específicos, ser aquele "temperinho" que falta no relacionamento, mas, por outro lado, devemos tomar muito cuidado para que isso não nos torne inseguros, diminuídos frente, essa condição de cuidar, de zelar, tem que estar muito clara, pois as coisas complicam aí, quando se perde o controle.

Então, respondendo a pergunta em uma análise inicial, o ciume pode ser positivo se ele for conduzido de maneira consciente e extremamente controlada, pode ser aquela pílula anti-indiferença, e até um certo "termômetro" pra se medir determinados interesses em uma relação, mas como eu disse, isso tem que estar muito claro para as duas, ou mais partes envolvidas na relação.

Mas é claro que existe o lado negro, onde o "MONSTRO DOS OLHOS VERDES" se manifesta de maneira destrutiva, e é exatamente quando a situação foge totalmente do controle, ultrapassa os limites da razão, e até do sentimento, onde o medo da perda fala mais alto e aí não tem jeito, o ciúme pode causar danos irreversíveis, e ele pode ser alimentado de diversas maneiras, quem não conhece a famosa obra de William Shakespeare, Othello? Onde o protagonista sofre por viver no limiar entre o AMOR E ÓDIO por causa do ciúme de sua amada Desdêmona, e tem seu ciúme alimentado pelo invejoso amigo Iago, que não sossegou enquanto não viu o amigo ir às vias de fato com sua amada, por pura vingança pessoal, e temos vários outros exemplos da destruição que o ciume descontrolado causa, até mesmo nos chamados "crimes passionais" cada vez mais comuns hoje em dia, infelizmente.

Agora uma outra pergunta, existe uma maneira de se evitar o ciume, ou ainda melhor, será que dá pra simplesmente NÃO sentí-lo?

Isso é complicado, se focarmos nossas mentes na nossa TOTAL e incondicional segurança em nós mesmos, o que eu acredito que seja extremamente difícil, talvez seja possível que possamos aprender a viver sem ele, eu particularmente, acredito que sim, apesar de não ser uma pessoa completamente desprovida disso, digo, do ciume, tenho sim meus momentos de crise, mas tenho melhorado muito, posso dizer que não há formula mágica, apenas uma força de vontade de não deixar que isso se manifeste de maneira negativa, acredito na atenção, no cuidado, no zelo, assim como acredito que TUDO em desequilíbrio pode ser prejudicial.

Talvez o ciume seja meio inevitável, meio circunstancial, meio positivo e meio negativo, mas uma coisa é certa, não se pode dizer que é algo agradável de se sentir, seja sob qualquer esfera, por isso creio que não é algo que deva ser encorajado ou estimulado, pois pode se tornar NITROGLICERINA PURA!

O minha sugestão, e de maneira bem particular, é que tenhamos muita clareza ao vivenciar tal sensação, de preferencia, trocar essa experiencia com aqueles que amamos, nos despir de nossos orgulhos e dizer exatamente o que sente e como sente, pois isso pode se tornar um peso enorme caso não seja compartilhado, e se acontecer da coisa sair do nosso controle, devemos dizer, em alto e bom tom: "Olha, eu sinto ciumes sim, preciso da sua ajuda, preciso que me mostre que posso confiar, em mim, e em você!" Esse é um ótimo começo, adimitir que sente, pois quando fazemos isso, é o primeiro passo para que isso se resolva, ou pelo menos, que se entenda.

A verdade é que todo mundo quer atenção, quer ser amado e compreendido, e esses, pelo menos em tese, devem ser os princípios básicos para as relações interpessoais saudáveis, ainda que permeadas por dúvidas e medos, e o ciume tem muito a ver com chamar a atenção pra nós mesmos, quando se sente isso, é quase como se estivéssemos gritando por dentro: "OLHA PRA MIM, EU ESTOU AQUI TAMBÉM!!!" e isso vem desde a infância, quando sentimos ciúmes da atenção que nossos pais eventualente dão aos nossos irmãos, ou de um amiguinho que tá fazendo o maior sucesso na turma porque ganhou um brinquedo novo por exemplo.

Não existe uma maneira totalmente segura de se medir o grau de intensidade, ou de prever quando iremos ou não sentir esse incômodo sentimento, mas podemos ter certeza de uma coisa, o mundo seria BEM melhor sem ele. Bom, desculpem pelo texto grande, espero que gostem da minha reflexão de hoje, e espero também ter esclarecido de alguma forma algumas questões, apesar de um tema bem complexo, é interessante dissertar sobre algo que é cotidiano, que muitos defendem e que ainda é tabú para tantos outros, mas que definitivamente é tão comum como o próprio AMOR!


Toca o Barco...

12 de nov de 2009

ROUND 2...FIGHT!!!!!!!!!!!!!!


Eis que começa mais um embate de duas das maiores empresas do país, há alguns anos atrás, a empresa de comunicações do falecido Sr. Roberto Irineu Marinho exibiu uma reportagem, sobre alguns pastores e diligentes da maior igreja do País, quiçá do mundo, a Igreja Universal do Reino de Deus, chutando imagens católicas, e se vangloriando entre montantes de dinheiro (dos fiéis???) e o diretor/presidente Edir Macedo, ainda dava orientações aos seus pupilos, de como fazer com que os fiéis se tornassem ainda mais "benevolentes" com suas ofertas, e o DONO da Record ainda fez mais, disse uma frase que se tornou emblemática na ocasião, um sonoro "...OU DÁ, OU DESCE!!!"

Desde então começou uma batalha titânica entre GLOBOxRECORD/IGREJA UNIVERSAL, há pouco mais de dois meses, quem acompanhava os jornais do horário nobre, puderam ver as duas emissoras trocando farpas ao vivo, a Globo acusava o Sr. Edir Macedo de lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito, enquanto a Record acusava o "PLIM PLIM" de uso de influência governamental desde a época da ditadura, entre uma acusação e outra, sempre aparecia um podre de um e um podre de outro, mas foi então que começei a me perguntar, quem realmente ganha ou perde com essa confusão toda?

Bom, é preciso ter um olhar crítico, cético e bem realista pra conseguir enxergar isso, sem ver pela ótica religiosa e principalmente, da ótica de telespectador, eu não sou seguidor da Igreja Universal, mas também não morro de amores pelo Plim Plim, sou favorável à liberdade de imprensa em seu mais amplo grau, mas sou favorável à liberdade de imprensa responsável e consciente, não aos verdadeiros "circos" que se formam para os interesses de grandes corporações, principalmente nesse caso, que o que menos importa é a fé inconteste dos fiéis da Universal, ou os pobres telespectadores que são bombardeados todos os dias pelo maravilhoso "PADRÃO GLOBO DE QUALIDADE", não meus caros, nada disso importa nessa briga, o que importa para os empresários, diretores, pastores, bispos e etc... são as cifras, é o que uma emissora faz pra incomodar a outra, pois o que é curioso, é que sempre que a Record consegue uma vantagem significativa sobre a rival, ela usa o artifício da "notícia" pra tentar abalar as estruturas da rede do Bispo Macedo, seja alguns pontinhos de audiência durante o Fantástico, ou até mesmo nessas verdadeiras "maravilhas" de Realities Shows que somos obrigados a aturar todo ano.

Mas será que precisa mesmo essa balbúrdia toda só pra se ganhar audiência? Porque honestamente, por mais que eu não um fã numero um do SEÑOR ABRAVANEL ou Homem do Baú, como queiram, e acho sinceramente que ele deve ser um homem muito feliz mesmo, porque além de ser o único dono de uma rede de TV que participa ativamente, com seus programas meio caricatos, mas de certa maneira envolventes ao grande publico, ele nem se preocupa muito com audiência, frequencia de programação, controle de qualidade de programação, núcleos faraônicos de novelas, portais de jornalismo cada vez mais modernos pela internet, e ainda assim, sua emissora continua fazendo sucesso, angariando patrocinios e ganhando lá seus pontinhos de audiencia, é o Sr Silvio é um dono de televisão feliz.

Isso é briga de cachorro grande, sem dúvida, não sei quem vai ganhar ou perder, só resta a nós pobres telespectadores mortais, usar a cabeça e o controle remoto.

TOCA O BARCO

5 de nov de 2009

Direitos X Deveres


Boa Noite, caros leitores

Como voces tem notado, faz um tempinho que não posto aqui no blog, é que meu tempo tem sido muito, mas muito dedicado ao meu trabalho, graças a Deus, e longe de mim estar reclamando, mas é que muitas coisas que eu gosto de fazer estão ficando em segundo plano, como o blog, que pra mim é muito mais do que um mero passatempo, sinto falta de escrever todos os dias, de dar uma zapeada nos outros blogs, comentar e responder a todos, mas infelizfelizmente não tá me sobrando muito espaço, mas chega de blá blá blá...tá na hora do que interessa, o post de hoje:


v.t ter por obrigação; ter de (fazer alguma coisa ter dividas seguido de um infinitivo , exprime; 1)necessidade ou inevitabilidade : tudo deve acabar. 2) intenção: devo viajar muito breve; 3) suposição: ele deve estar muito rico; 4) probabilidade: deve chegar logo mais; 5) obrigação moral: ele devia dar mais assistência á familia.Dever os olhos da cara ter muitas dividas.

Partindo desse princípio, podemos dizer que essas duas palavras apesar de andarem sempre juntas, têm sentidos e conotações bem diferentes, no meu ponto de vista, direitos e deveres são conceitos,conceitos estes que nem sempre têm sua importância devida implicita em nossas atitudes.


Ter direitos implica diretamente em responsabilidade, comprometimento, já os deveres nos ditam de maneira um pouco mais direta, que alem de sermos responsáveis por determinados atos ou circunstancias, temos também que nos valer do bom-censo e da consciência do que é certo e o que é errado, num sentido mais prático.

Mas porque estou falando disso hoje, porque na semana passada vivenciei um episódio que me colocou em cheque esses dois "conceitos", fui convocado para ser testemunha numa causa trabalhista de um ex-colega de trabalho, contra uma grande empresa, causa esta que já está em 3ª instância, e praticamente ganha pelo meu ex-colega, tudo iria perfeitamente bem, não fosse pelo fato de que ele chegou ao seu emprego atual dois dias depois da audiência, e logo pela manhã, foi demitido, sob a acusação de poder prejudicar a empresa, nesse caso, uma outra "lei" que não a trabalhista falou mais alto, a "lei da ação e reação" meu amigo levou uma empresa que trabalhou na justiça, e por consequencia, perdeu seu emprego.

O que me leva a crer, que os conceitos estão um pouco deturpados, temos direito a uma lei trabalhista que nos garante assitencia juridica nesses casos, mas em compensação, temos o DEVER de arcar com as consequencias de tal atitude, uma questão meio confusa não acham?

Isso me fez questionar muito sobre o que é ter direitos e o que é ter deveres, de modo bem prático.

Temos o direito de conduzir nossas vidas da maneira que nos melhor convêm, isso também é conhecido como "Livre-Arbítrio".

Mas temos o DEVER de fazer isso de modo que não prejudique as outras pessoas.

Esse é o grande desafio, conhecer bem nossos limites sem ultrapassar a tênue linha que separa o limite do outro.

Existe uma citação bíblica que diz: "Tudo me é lícito, mas nem tudo me convêm" e essa frase ilustra perfeitamente essa relação DIREITOxDEVER, porque de modo prático, nem tudo o que PODEMOS fazer é exatamente o que DEVEMOS, podemos sair de casa sem rumo, viver uma vida desregrada? Sim, claro que podemos, mas será que isso é benéfico? Não estou dizendo que temos que viver toda a nossa vida preocupado com regras e padrões, mesmo porque, isso é quase impossível. Acredito que possa haver um equilíbrio entre a prudência e a impulsividade, mas tenho que admitir, eu ainda não cheguei lá...rs.

Hoje vivemos em um mundo meio injusto, onde crianças perdem cada vez mais cedo seu direito à infância, e tem DEVERES cada vez mais cedo. Um mundo onde nossos idosos tem muitos deveres e pouquíssimos direitos, onde mulheres que usam vestidos curtos em faculdades viram notícia, em vez de se preocuparem com outras coisas no cerne da educação, por isso fica tão difícil falar de direitos e deveres.

Mas talvez a saída seja a gente realmente começar por nós mesmos, nos policiando e tendo mais conciência de até onde podemos ir e como podemos ir, acreditando mais em nossos deveres e respeitando mais nossos direitos, conchecendo mais os direitos do proximo, e assim, conscientizando as pessoas de seus deveres.


Temos o DEVER de pagarmos todos os nossos impostos em dia, mas nossos DIREITOS aos serviços básicos da sociedade, como educação, segurança e moradia de qualidade, ficam cada vez mais escassos.

Mas o lado bom é que ainda dá tempo pra todo mundo pensar mais nisso até que coloquem mais uma "figura" pra comandar esse país né? Fica aqui meu desabafo...

TOCA O BARCO!

NAMASTË





25 de out de 2009

Não um mundo estranho...Um Mundo novo!



Enquanto eu via minha vida mudar, pensei que não iria me adaptar.
Que não conseguiria seguir esse ritmo frenético, quase sem tempo,
que iria sentir falta de sono, pensei que iria desistir com facilidade, estava tão condicionado com minha vida, com minhas coisas, com meu mundo, que não conseguia enxergar que havia algo tão maravilhoso quanto o mundo que me aguardava.

Ainda me lembro daquele garoto prepotente e ao mesmo tempo inseguro que eu era, que não sossegava enquanto não tinha exatamente o que queria em suas mãos, mesmo que por pouquíssimo tempo, que passava por cima de tudo como um trator, apenas para satisfazer uma vontade, hoje, depois de ter conversado e aconselhado muito esse garoto, consegui colocar um pouco de juízo na sua cabeça, e ele me escutou, graças a Deus!

Vivo uma vida tranquila, de extremo agradecimento, e de certeza, muito mais do que antes, de "dever cumprido", sei que ainda falta um pouquinho mais pra que eu me sinta completamente realizado, mas tenho certeza de que estou no caminho certo.

Agradeço a todos de minha família, meu esteio e minha força, meus 12 irmãos, sobrinhos, cunhados e cunhadas, mesmo àqueles distantes, mas que sempre estão presentes em minhas orações, agradeço de coração aos meus amigos, meu consolo e minha dedicação, que nos momentos mais fáceis, mas principalmente, nos mais difíceis, me mostraram o verdadeiro significado da palavra AMIZADE!

Agradeço ao amor incondicional de minha mãe, que me apoiou quando decidi sair de casa, uma decisão não muito fácil, mas necessária, que mesmo sabendo da falta que ela me faz, tem sempre a certeza em teu coração de que estou rumo ao meu crescimento.

Agradeço ao meu sobrinho Bráulio, um irmão de sangue e de alma, que soube o momento certo de sempre estar ao meu lado, e que hoje e sempre é meu MELHOR AMIGO, e que me mostra de maneira simples e efetiva, que para termos fé, só precisamos de uma coisa, ter DEUS em nossos corações a todo tempo.

Agradeço à minha nova família, que há 03 meses me acolhe como seu próprio filho em sua casa, que abriram as portas e os braços pra me receber, minha madrinha e irmã Maria do Carmo e meu cunhado e PAI Luiz Quintanilha, que hoje me mostram da maneira mais fantástica, o que é ser uma familia, em unidade, cumplicidade, respeito e fraternidade...

Acho que está faltando alguém, ah sim! Agradeço também àquela que chegou há pouco tempo, mas o suficiente pra me fazer enxergar que esse mundo não é estranho, mas na verdade é um MARAVILHOSO MUNDO NOVO!!! Me sinto grato, por estar vivenciando esse novo mundo ao lado de alguém tão maravilhoso quanto ela, alguém que não simplesmente me mostrou a verdadeira face do sentimento mais completo que eu poderia sentir por alguém, mas também por me mostrar que esse sentimento é uma obra divina, constante e verdadeira.

Agradeço por ela ter entrado em minha vida, e mudado meus conceitos, por ter me feito acreditar que o amor vale a pena, e que não importa onde eu esteja, ou o que eu esteja fazendo, eu sempre vou me sentir vivo, por saber que ela está ao meu lado, em todos os meus momentos, desde a hora que eu acordo, que vou trabalhar, até a hora de dormir.

Agradeço a ela por essa experiência divina, por ter se tornado esse presente em minha vida, agradeço pelas conversas de madrugada, por tua voz linda ao cantar pra eu ouvir, agradeço por seu ouvido quando eu precisei falar...Agradeço aos seus braços e seus olhos que me receberam, de maneira terna, agradeço às noites juntos, aos dias de saudade, às afinidades, aos sonhos compartilhados, mas agradeço, principalmente, à esse AMOR que você me traz todos os dias, sempre sorrindo, sempre com a alma em sentimento, sempre grande e intenso, você me faz feliz, me dá esperança, fé e força, toda a força que eu sei que existe em mim, mas que você conseguiu trazer à tona, com seu jeitinho Menina-Mulher, que me fascina, que me inspira e que me faz sentir seu a cada instante, posso não estar ainda à altura de te oferecer tudo o que você merece, mas tenho certeza de que se eu tiver a chance, sou capaz, plenamente, de passar o resto de meus dias te fazendo expressar esse sorriso lindo, que me cativou e que me traz contentamento, segurança e alegria, ao meu mundo, que antes achava estranho, mas que agora não é mais, é apenas, um mundo novo, cheio de cores, luzes e alegrias, e que quero que seja também o seu...

E este mundo agora é teu também...Minha Paty!!!!

23 de out de 2009

NOVA FASE...CARA NOVA!!!

Olá pessoal,

Como vocês puderam ver, dei uma repaginada no blog, já a algum tempo andava meio incomodado com o antigo template, mas como ainda não havia encontrado nada que me agradasse de verdade fui ficando com ele mesmo, agora finalmente consegui configurar um que gostei, o blog ficou com uma cara mais limpa, mais moderna e aconchegante, sem contar que ele se ajustou perfeitamente em todos os navegadores que testei até agora, bom, e como estou numa ótima e nova fase da minha vida, porque não deixar meu cantinho virtual com uma cara nova também né?

Espero que todos gostem!!

NAMASTË

19 de out de 2009

INTOLERÂNCIA...Até quando?????


GUERRA!!

Finalmente estamos evoluindo, é pessoal, o Brasil já não é mais um país "em desenvolvimento" já temos um programa de aceleração do crescimento, temos Pré-Sal, teremos Copa do Mundo, Olimpíadas, tufões, maremotos, e sim, agora temos nossa próprio "Oriente Médio"também!

Fiquei muito chocado com as imagens do Rio de Janeiro esse fim de semana, helicópteros abatidos, ônibus e carros em chamas, pessoas correndo de pavor, a periferia como uma verdadeira Praça de Guerra!

E é inevitável ver essas imagens terríveis e não fazer um paralelo com aquela de quase duas semanas atrás, em Copenhagen na dinamarca, do nosso serelepe Presidente cheio de sorrisos, olha gente, eu não sou contra a realização dos Jogos Olimpicos de 2016 aqui no Brasil, mas acho de extremo mau gosto, que tenhamos tantas coisas sérias pra resolver antes, só pra citar um exemplo, o Brasil é um dos países no mundo que menos investe no esporte, vista que nossos "melhores" atletas tem suas bases de apredizado e aperfeiçoamento bem longe daqui, países como Holanda, Bélgica, China e Estados Unidos levam o esporte tão a sério, que chega a ser pre-requisito para se ingressar numa boa faculdade que o candidato tenha um bom desempenho no esporte.

Mas Voltando à questão principal do post, como um país que tem problemas tão sérios como a violência urbana, que chega a pontos tão alarmantes, pode sediar uma olimpíada? Será o governo vai simplesmente isolar o complexo do Alemão e a Rocinha? Ou vai fazer um "acordo" com os traficantes?

É inacreditável ver nas repostagens, a expressão de medo e despreparo das autoridades, eu via os depoimentos de policiais que pareciam mais estarem enfrentando Titãs da mitologia grega do que marginais, pessoas correndo abaixadas, se desviando das saraivadas de tiros, moradores carregando corpos com cobertores improvisados, gente, isso aqui não é o Afeganistão não, isso é o NOSSO PAÍS!!!! Aquele mesmo Brasil Brasileiro de Tom Jobim, do Futebol, do Carnaval, o que estão fazendo com ele? Até quando iremos baixar nossas cabeças e guardas frente à ameaça do tráfico, e esse é um problema de peixe grande, tem que ir direto à fonte pra ser resolvido, tem que mecher no bolso desses fascínoras que usam e abusam do medo cada vez mais crescente dos cidadãos de bem, daquele que trabalha pra ganhar uma merreca no fim do mês, que tem que andar apertado todos os dias na "minhoca de metal" e ainda nem saber se vai voltar vivo pra casa.

Fica aqui o meu protesto!!!!

NAMASTË

13 de out de 2009

Surpreendente...como a vida!


Não existe mesmo uma fórmula para a felicidade, porque felicidade não é coisa "feita", é algo que se vivencia, em intensidade e profundidade, em vontade e comprometimento, e não adianta dizer o contrário (e até eu já disse um dia...) NOSSO CORAÇÃO É FUNDAMENTAL para a nossa felicidade, e quando eu digo "coração" não estou apenas falando de AMOR, mas sim de um conjunto de coisas pequenas que se fundem em algo completo e grandioso, os conceitos de familia, amigos, trabalho e claro, o campo afetivo.

É, eu vi sim, o tal "pássaro azul" que tantos dizem, fui pego de surpresa, e a surpresa veio completa, mudando vários conceitos e me fazendo acreditar definitivamente, que vale mesmo a pena não desistir dos nossos sonhos, por mais distantes que eles parecam estar.

Cheguei a pensar de verdade, que eu não iria me envolver emocionalmente com mais ninguém, depois de tantos percalços, mas daí veio o destino, mais uma vez, decretando que eu me preparasse, pois iria me reencontrar com a minha felicidade, o processo foi lento, mas valeu a pena, precisei mudar de cidade, viver em um mundo totalmente novo, mudei muitos conceitos, e aceitei muitas verdades, até que me sentisse pronto e capaz de ser, e de fazer alguém feliz de novo.

Poderia ser como qualquer das outras vezes em que me apaixonei, mas a diferença está nos detalhes, naquelas pequenas coisas que fazem REALMENTE a diferença, como a maneira de conversar, as afinidades, os sorrisos, o carinho, a atenção, e talvez, o mais curioso, e agora eu entendo porque tantas pessoas dizem que não existem conceitos ou padrões para o amor, pois a pessoa que mudou meu conceito sobre o amor, não só me fez enxergar uma nova maneira de sentir, mas também vem mudando minha maneira de encarar a vida, sem excessos, sem desequilíbrios, sem impulsos desnecessários, ela tem um jeito muito particular de viveciar e compartilhar da sua propria felicidade, dá uma atenção, com seu jeitinho macio de falar, e sua maneira única de me olhar, que me deixa a cada segundo mais apaixonado.

Ela me surpreende a cada instante, com seu jeitinho de menina, e ao mesmo tempo, de mulher, com teu olhar inocente e ao mesmo tempo profundamente atraente, que me faz delirar, o abraço, o beijo, intensos como a força da natureza, sua pele macia, como a seda, tudo nela me encanta, o carinho que ela tem pela familia, pelos amigos, a vontade de viver, a atenção que me dá, as nossas conversas sobre tudo, tudo nela me inspira, me faz querer ser uma pessoa melhor a cada dia.

E eu simplesmente amo ser surpreendido por ela, sou eternamente grato a Deus, por ter colocado esse verdadeiro anjo na minha vida, e tudo o que eu mais desejo, é que esse sentimento maravilhoso que está nascendo, florescendo e se fortificando, continue sendo essa verdadeira BENÇÃO DIVINA.

Ela chegou de repente, e veio pra ficar
Se tornou meu norte, meu leste
Meu vento e meu calor ardente
Minha perdição e minha salvação.

Ela é diferente de tudo, e diferentemente igual
Igual aos meus sonhos e desejos
Me faz sorrir sem esperar, e me faz querer
continuar sorrindo, até dormindo.

Ela me faz querer mais da vida,
Mas sem a pressa, ou a loucura
Ela me leva à loucura da sanidade
e ao alento da saudade.

Ela me trouxe à superficie, quando eu precisei respirar
ela curou minhas asas, e me fez lembrar de como voar
mas não me deixou voar sozinho, pois está...
...E estará sempre ao meu lado, com suas asas de anjo!

NAMASTË WΔ££™

5 de out de 2009

Musica, alimento para os sentidos


Boa Noite a todos,

Hoje quero falar de música, algo que fascina a humanidade desde os primórdios, quando tudo o que se tinha eram ainda batidas desritmadas em tambores improvisados, sons que nasceram para estimular os homens em várias ocasiões, seja para encorajá-los em duras batalhas, ou até mesmo em alguma cerimônia tribal, fato é que a música, independente do ritmo ou origem, mexe conosco, no meu caso, é ar, combustível, recarrega minhas energias, me lembro das primeiras canções que ouvia quando criança, algumas que me faziam chorar, outras sorrir, e fui crescendo, ao som do violão do meu Pai, com sua melodia espetacular, conheci minhas bandas prediletas, muitas músicas marcaram momentos especiais da minha vida, certa ocasião foi "Matilha" do Djavan, em outra, " The Captain of Her Heart" da banda Double, entre uma infinidade de outras, cada uma com sua particularidade e importancia, música pra mim não é momento, tem que entrar nos ouvidos sem pedir licença e fazer revolução dentro da gente, de um jeito que fica marcado, sentir que a batida, a letra ou a melodia falem direto à nossa alma.

Existe um texto muito interessante que gostaria de compartilhar com vocês, do psicólogo Jeffrey K. Lauritzen :



Provavelmente o desenvolvimento mais importante na investigação científica sobre a música foi a descoberta de que a música é percebida através da parte do cérebro que recebe os estímulos das emoções, sensações e sentimentos, sem antes ser submetida aos centros cerebrais envolvidos com a razão e a inteligência. Schullian e Schoen explicam este fenômeno: "Música, que não depende das funções superiores do cérebro para franquear entrada ao organismo, ainda pode excitar por meio do tálamo – o posto de intercomunicação de todas as emoções, sensações e sentimentos. Uma vez que um estímulo foi capaz de alcançar o tálamo, o cérebro superior é automaticamente invadido, e, se o estímulo é mantido por algum tempo, um contato íntimo entre o cérebro superior e o mundo da realidade pode ser desta forma estabelecido." 1

Tempo e espaço não permitem uma abordagem completa da percepção musical. É suficiente dizer que estudos nos últimos cinqüenta anos tem trazido à luz algumas descobertas bastante significativas, que podem ser resumidas como se segue:

(1) A música é percebida e desfrutada sem necessariamente ser interpretada pelos centros superiores do cérebro que envolvem a razão e o julgamento.

(2) A resposta à música é mensurável, mesmo quando o ouvinte não está dando uma atenção consciente a ela.

(3) Há evidencias de que a música pode levar a mudanças de estados de espírito pela alteração da química corporal e do equilíbrio dos eletrólitos.

(4) Rebaixando o nível de percepção sensorial, a música amplifica as respostas às cores, toque e outras percepções sensoriais.

(5) tem sido demonstrado que os efeitos da música alteram a energia muscular e promovem ou inibem o movimento corporal.

(6) Música rítmica altamente repetitiva tem um efeito hipnótico.

(7) O sentido da audição tem um efeito maior sobre o sistema nervoso autônomo do que qualquer outro sentido.


A Música tem importancia fundamental em nossas vidas, ela ajuda a nos expressar melhor, e segundo estudos, melhora até nossa capacidade de concentração. Música é a mais democrática das artes, você pode ouvir uma música sozinho, ou acompanhado, ela está nas religiões, nos rituais, nas escolas, nos salões de dança, nos coretos e bancos de praça, e até na natureza.

Eu posso dizer que sou extremamente viciado em música, quando me perguntam sobre qual tipo de música que eu gosto, em vez de dizer aquela famosa frase: "Sou bem eclético" prefiro dizer que sou um admirador incorrigível da boa música, pois todas elas têm o seu valor, desde o Zeca Pagodinho no churrasco na casa dos amigos no sábado à tarde, ou uma ópera, não importa o ritmo ou estilo, o importante é que ela esteja dentro de você!

Então relaxe, ouça, sinta...Boa Música a todos!

NAMASTË

WΔ££™

27 de set de 2009

Resignação


RESIGNAÇÃO:

"A resignação, ou ainda aceitação, na espiritualidade, na conscientização e na psicologia humana, geralmente se refere a experienciar uma situação sem a intenção de mudá-la. A aceitação não exige que a mudança seja possível ou mesmo concebível, nem necessita que a situação seja desejada ou aprovada por aqueles que a aceitam."

Bom, isso é o que diz a psicologia, talvez esse seja o problema para algumas pessoas, pra mim por exemplo, foi, por muito tempo, pensar que a gente pode mudar tudo, não só nossas atitudes, mas tudo em nossa volta, será que podemos? Sim, podemos, desde que começemos por nós mesmos, desde que essa mudança aconteça de dentro para fora, mas sem expectativas, sem cobranças, de maneira natural, mudar é bom, é sinônimo de maturidade, mas mudança a toda hora pode significar insconstância, ou até mesmo a perda do foco nos objetivos reais e práticos.

Já a algum tempo, eu costumava dizer que queria uma "rotina", um ritmo de vida um pouco mais tranquilo, mais previsível e mais controlado, e isso agora tá acontecendo, mas só se tornou realidade depois que eu parei de me cobrar, de cobrar do tempo e das circunstâncias, depois que começei a aceitar as coisas como elas são, e não como eu queria que fossem na época, e tá dando certo, tanto no trabalho, na familia, e recentemente, no campo afetivo, entendi que as coisas podem ser melhores, a partir do momento em que a gente aceita nossa própria condição, sem tentar apressar tanto as coisas, quando a gente ouve alguém falar que a gente deve se aceitar do jeito que é, parece um pensamento meio comodista, mas na verdade não é, ás vezes queremos que tudo aconteça ao mesmo tempo, mas não dá pra simplesmente "abraçar o mundo", não por falta de capacidade, mas sim porque todos temos nossos limites, e precisamos aceitá-los, isso não tem nada a ver com transpor barreiras ou vencer desafios, pois todos somos proporcionalmente capazes frente às nossas adversidades, muito pelo contrário, quando nos resignamos, aprendemos muito mais sobre nossas reais capacidades, só que de maneira equilibrada, sem os exageros que em muitas das vezes são a causa de nossas falhas.

Um exemplo básico disso, está no campo sentimental, quantas vezes nos deparamos com certas frustrações, por sempre tentar fazer um relacionamento dar certo, mas sempre acontece algo de errado, e pensamos que o problema sempre está na gente? Observando de maneira mais racional, dá pra perceber que o problema não é "com" a gente, mas vem "da" gente, tentamos fazer demais, agradar demais, ser perfeito demais, se arrumar demais, comprar presentes demais, prometer demais...E nunca é o suficiente, queremos fazer mais, mais e mais, muito mais do que realmente damos conta, daí, a gente tenta fazer tudo ao mesmo tempo, e no final, não finaliza nada, então nos frustramos, e isso pode acontecer em qualquer campo da nossa vida.

Me sinto resignado, com meus atos, minhas escolhas e principalmente, com meus objetivos, sabe aquele monte de planos que a gente sempre faz no fim do ano? Em vez de fazer um monte deles e não realizar nenhum, é muito mais fácil focar em um, pode ser muito, ter um ano inteiro pra realizar apenas uma coisa, mas como diz aquela máxima: "O que importa mesmo é a qualidade..."

Resignação requer paciência, vontade e reflexão, mas com isso ganhamos perseverança e equilibrio, a tal "mudança" que vem de dentro, é aquele olhar no espelho e se achar alguem mais bonito, por dentro e por fora, é aquele sorriso que vêm sem pedir licença, é um abraço ou beijo de "bom dia", é aceitar as coisas como são, é entender que a vida pode não ser perfeita, mas pode ser bela.


NAMASTË

WΔ££™

22 de set de 2009

UM


Quando eu voltar a ser UM, não precisarei mais encontrar meu tempo...Ele irá me achar!
Já não mais gastarei minhas lágrimas, que um dia me foram tão valiosas.

Já não sentirei as dores da ânsia, nem o medo da noite,
serei apenas EU, aquele eu esquecido, em algum ponto da história.

Me esquecerei dos olhos vermelhos, das palavras impuras, do gosto seco e amargo, que um dia experimentei sem saber.

Estarei longe, bem longe dos mistérios e das contendas, serei novamente livre como as penas que se jogam no ar.

Irei comtemplar novamente o sol, a lua e o mar, e me lembrarei de como eles um dia foram generosos comigo.

Serei eu mesmo, como sempre e como nunca, e o que é velho se encantará com o novo.

Quando eu voltar a ser UM, quero meus amigos em volta, cantando, dançando e sorrindo, e o mundo inteiro irá cantar, ainda que eu não possa ouvir todo mundo, mas lá estará meu coração.

Sentirei o vento bater em meu rosto, me fazendo lembrar que ainda sou criança, e que ainda posso sonhar.

Ouvirei novamente a música do coração, abrirei as portas e as janelas, e a luz, encontrará morada em meus olhos.

Quando eu voltar a ser UM, meu peito se encherá de alegria, e a cada novo alvorecer, verei a face de DEUS.

O desejo de viver plenamente será meu de novo, me sentirei renovado ao abraçar e ser abraçado, direi aos quatro cantos o quanto é bom sentir o amor.

E o dia em que meu coração se quebrou, minha alma se dividiu e meu pensamento se dispersou, será nada mais que uma lembrança, e então eu me esquecerei, do tempo em que TUDO ERA DOIS!


NAMASTË

WΔ££™

16 de set de 2009

Fruto proibido...o mal da humanidade


"De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás, pois no dia em que dela comeres, certamente morrerás"

Boa noite a todos, estava com saudades de escrever aqui, mas esses dias têm sido de muito trabalho (graças a Deus) bom, começo meu post de hoje com esse trecho de uma das passagens da Bíblia, falando sobre o Pecado Original, apenas para ilustrar minha postagem do dia.

Assim como na Bíblia, Eva sucumbiu aos "encantos" da serpente e desobedeceu as ordens de Deus, todos nós temos os nossos pecados que nos desolam, assombram, ou que no mínimo, incomodam nosso sono, e logo o primeiro sintoma de uma má escolha é quase unanime...O ARREPENDIMENTO!

E por mais que tentamos usar aquela frase clichê que diz : "É melhor arrepender de não ter feito algo..." Sinceramente, tem horas que eu me arrependo profundamente de certas decisões, e acredito que com todo mundo, ao menos uma vez na vida acontece assim.

Hoje eu tava dando uma passeada no orkut, e me lembrei de um episódio que aconteceu a um tempo atrás, eu estava começando a me envolver com uma pessoa, e estava feliz, tranquilo, já recuperado de um relacionamento anterior meio "conturbado", não demorou muito até que minha ex-ex descobriu através do meu Orkut (santa exposição Batman!) que eu estava namorando, e então ela ( a ex-ex) começou a me ligar, até que um tempo depois, resolvi dexar esse relacionamento novo de lado e voltei pra ela, se me arrependi? Bom, isso é complicado de responder, digamos que 50% sim e 50% não, por isso acho que toda escolha nunca é totalmente boa ou ruim, depende da maneira de como encaramos as consequencias.

Na época eu achei que era a escolha certa a se fazer, e hoje encaro de frente esse arrependimento, e não me envergonho de dizer isso, pois se eu pudesse voltar no tempo, eu com certeza faria diferente, talvez eu nem estivesse continuado com o relacionamento com a outra pessoa, mas pelo menos meu caminho seria menos "espinhoso", ou não, é dificil ficar no campo da suposição, pois isso remete a várias outras escolhas que fiz na vida, pode ser filosófico demais, mas ainda assim, acredito na máxima que diz que viver é arriscar-se, e a cada passo que damos nossas escolhas ficam cada vez mais difíceis.

Isso me leva a questionar, será que dá pra escolher NÃO ESCOLHER??? Definitivamente não, sempre vai haver um caminho a seguir, não importa quão nublado ou claro esteja esse caminho à nossa frente, pode ser que, no máximo, hajam mais de duas escolhas para uma situação, talvez o erro seja sim, aprendizado, crescimento pessoal e etc... Mas definitivamente, não deveria ser (pelo menos na prática) a melhor maneira de se aprender, mas já que não dá pra desvencilhar dessa verdadeira roleta-russa que é a vida, acho que na época de Eva e Adão as escolhas não eram tão dificeis como as de hoje, desde o curso de faculdade a fazer, Administração ou Direito? Ou qual emprego é melhor, público, ou privado? Viajar pra praia ou pro campo? Casar ou comprar uma bicilcleta? Ser ou não ser?

As más escolhas podem destruir uma única pessoa através de uma palavra, ou civilizações inteiras com um simples apertar de botão, é um trabalho árduo, nos policiar sempre para que ao menos tentemos seguir um caminho mais correto, talvez, chegue um dia em que a gente aprenda de vez, e não precisemos mais nos preocupar em tomar decisões errôneas, sem que pra isso haja a necessidade de passar o resto da vida meditando em algum templo budista por exemplo, se a gente não pode escolher nossa hora de nascer e nem ( em tese) a hora de morrer, devemos ao menos tentar escolher viver, de maneira intensa, mas saudável , consequente e consciente!

NAMASTË

WΔ££™


5 de set de 2009

Passado, presente... e FUTURO!





EU VOU MORRER!

Não, isso não é uma afirmação de quem quer tirar a própria vida, muito pelo contrário, é apenas uma afirmação que mostra de maneira simples e direta, da ÚNICA certeza que temos.



Eu li certa vez, que quanto mais a gente se preocupa com o tempo, mais nos tornamos escravos dele, atualmente, eu tenho um modo meio específico pra definir o que esse "tempo" realmente propõe, hoje penso que tempo nada mais é do que a maneira de como implicamos nossos sentimentos em cada etapa da nossa vida, complicado? Talvez, mas ao longo do post vou tentar explicar um pouco essa minha definição.
Mas é impossível tentar definir como o tempo age em nossas vidas sem colocar cada um dos processos em seu devido "eixo", por isso resolvi escrever um pouco sobre eles, pode ser que para alguns de vocês aconteça diferente, mas a essência do tempo não muda, pra todas as pessoas de todas as classes, ele acontece da mesma maneira, mas tentei fazer isso de maneira não tão linear, pegando pontos chave de minha vida, fazendo um paralelo com meus dias de hoje, e uma projeção para o que virá em seguida, e a coisa pode funcionar mais ou menos assim como um desabafo, mas na verdade é uma pequena reflexão:



(1º Elo) O PASSADO:

Esse parece ser o mais complicado entre as cadeias do tempo, pois é nele que se encontram as raízes de todos os nossos sentimentos, desde nossa infância, que se evidenciam nossos primeiros medos, alegrias e frustrações, onde se escrevem e ficam marcados os passos que damos, as primeiras escolhas sérias que fazemos na vida, o primeiro amor, o primeiro desamor, a primeira briga, o nascimento de uma amizade. Vamos crescendo, agregando valores, começamos a pensar por nós mesmos e não tanto mais por nossos pais (No meu caso minha mãe, pois perdi meu Pai muito cedo) e é aí que as coisas começam a se complicar, pois muitas vezes nos sentimos muito poderosos, quase invencíveis frente a certas situações, e isso geralmente acontece na adolescencia, onde o que eu chamo de "Senso de auto-afirmação" fala mais alto, quantas e quantas vezes deixamos de ouvir conselhos dos nossos pais ou de pessoas mais velhas e experientes e quebramos a cara??? Eu fiz isso muitas vezes, mas não só durante a adolescencia, errei muito nessa vida, mas acertei muito também, e não exatamente na mesma proporção, já me frustrei por ter feito promessas que não consegui cumprir, já senti muito orgulho de mim quando recebi uma promoção numa empresa onde trabalhei, já me decepcionei com muitos amores, mas também já decepcionei e falhei com alguns, por pura imaturidade, já me senti auto-suficiente ao ponto de achar que só eu estava certo, já briguei por injustiças, já aceitei conselhos de pessoas que eu jamais esperava que se preocupassem comigo, deixei de pensar em mim por pensar excessivamente nos outros, me arrependi de não ter me arrependido em tomar certas decisões, encontrei apoio e abrigo quando eu já não tinha mais esperanças, já passei por várias religiões, mas ainda não encontrei aquela que me completa espiritualmente, tomei bomba na 5ª série por pura vagabundagem, mas sempre fui responsável e dedicado em todos os meus empregos, já tive sonhos de ter uma familia, filhos, esposa, etc..., já chorei muitas vezes sozinho, já chorei muitas vezes acompanhado, já sorri quando não devia (ah, isso não, acho que sorrir sempre é na hora certa..rs) ja dei vexame por conta da bebida, já passei a noite de ano novo sozinho, já gastei tubos de dinheiro com roupa, já acordei e me olhei no espelho e me achei horrível, mas já me achei bonito algumas vezes também, viajei muito, conheci muitos lugares diferentes, já decepcionei minha mãe. Mas o principal, já achei que o passado deveria ser esquecido...

(2º Elo) O PRESENTE

...Hoje penso que não é bem assim, todos esses fatos foram importantes e marcantes em minha vida, e cada um deles tem um reflexo no que sou hoje, e apesar de algumas pessoas pensarem diferente, o passado é sim, muito importante, para que possamos avaliar nosso presente, e meu presente está intimamente ligado com o que eu vivi, senti e experimentei, de bom, ou de ruim, eu mudei, mudei muito, hoje eu ouço mais do que falo, e penso muito mais do que já pensei antes de agir, não me frustro pelas coisas não serem do jeito que eu queria, porque hoje sei que elas são do jeito que são, do jeito que devemos ter. Espero menos das pessoas e espero mais de mim, mas faço mais por mim, busco paz na música, minha companheira de todas as horas, ligo pra minha mãe todos os dias só pra dizer a ela que a AMO, não tenho mais o mesmo número gigantesco de amigos que eu tinha antes, mas todos os que eu tenho hoje são pessoas que posso contar a qualquer hora do dia ou da noite, não tenho mais os mesmos sonhos que tinha antes, como familia feliz, por exemplo, mas tenho outros, como ter meu próprio apartamento, onde pretendo morar sozinho, parei de beber, tô tentando parar de fumar, voltei a malhar, coloquei meu sono em dia (Graças a Deus), e por falar em Deus, voltei a conversar com Ele todos os dias, mas hoje, diferente de antes, eu não mais peço, só agradeço, por me dar a oportunidade de eu tentar me tornar uma pessoa melhor a cada dia, tenho meu erros em mente mais do que nunca, e guardo todos os meus acertos, meu bom senso, não culpo quem já errou comigo, hoje estou em paz, comigo e com todos, sem expectativas, sem aspirações, apenas com uma vontade em mente...Viver intensamente cada segundo!

(3ºElo) O FUTURO

Antes, falar de futuro pra mim era mais complicado do que do passado, mas hoje não, talvez pelo fato de eu ter feito as pazes com meu passado definitivamente, encaro o que virá pela frente de maneira mais tranquila, vejo o meu futuro de frente, não daqui a 10 anos, mas daqui a 5 minutos, onde sei que um pequeno ato meu pode mudar tudo, e por isso, mas diferente de antes, eu quero que mude, quero que nada seja igual ou previsível, se eu não tiver meu apartamento só pra mim, não ligo de dividir o aluguel com alguém, se amanhã eu não estiver mais nesse emprego, vou estar em outro, e vou estar feliz, posso mudar de cidade, de estado, de país, mas vou continuar a ser eu mesmo, e fato, vou ter que conviver comigo, então, que seja uma boa convivencia, não busco mais o amor, ele que me busque, e se um dia me achar, ótimo, mas senão, não vou morrer por causa disso, quero que minha caderneta de poupança renda muito, quero uma aposentadoria tranquila, quero viajar muito, conhecer pessoas, quero trabalhar muito, quero encontrar pessoas, falar pelo menos 03 linguas diferentes, quero escrever muito nesse blog ainda, enfim, quero que meu futuro continue incerto, mas que eu esteja cada vez mais certo do quanto ele é inevitável e bemvindo, seja ele qual for. Porque hoje, meu PASSADO e meu FUTURO nunca estiveram tão próximos do meu PRESENTE, porque hoje sei que eles são um só, eles são o que eu penso, o que eu sinto, e o que eu faço! NAMASTË

By

1 de set de 2009

Ocupe-se de viver!


Observação: Esse post deveria ter sido publicado originalmente ontem, dia 01/09, mas deu uma pane elétrica aqui e fiquei sem internet...



Viver realmente é uma arte, uma bela e difícil tarefa, no entanto acredito que pra algumas pessoas seja talvez mais dificil que bela.

Todos os dias a gente ouve falar de histórias de gente que comeu o pão que o diabo amassou e deu a volta por cima, histórias de superação que são verdadeiros exemplos, como aquela treinadora de ginástica olímpica que ficou paralítica e se tornou muito mais vitoriosa por encarar de frente suas dificuldades, ou daquele cara que saiu lá do Nordeste com uma mão na frente e outra atrás, em busca de uma vida melhor na cidade grande, pois é, as histórias são muitas, e os exemplos são vários, e toda vez que eu vejo uma delas me pergunto porque é que tem tanta gente que reclama tanto da vida???

E o que eu acho às vezes tão engraçado, é o fato de que algumas pessoas que tem uma vida até boa, que não falta nada, gente que tem uma situação financeira estável, que vêm de uma familia boa, enfim, pessoas que tem tudo pra serem felizes, e não são, reclamam de tudo, e sempre estão insatisfeitas, não sabem enxergar as verdadeiras bênçãos que existem em suas vidas.

O fato é que existem tantas possibilidades, tanto com o que se preocupar de verdade, e ainda tem gente que se queixa por tão pouco, e o pior, sem nenhuma razão, é claro que não estou generalizando, pois sei e conheço muitas e muitas pessoas que têm sim, uma razão pra se queixar, seja do salário, do chefe, ou do marido que não ajuda em casa, enquanto outras pessoas, conseguem com tão pouco, serem muito gratas com a vida, ao ponto de ultrapassarem seus proprios limites em nome de algo ainda maior que elas mesmas, um amigo meu por exemplo, o Jacques, que tem problemas sérios de audição, dificuldades para se expressar por fala, poderia ter vários motivos para se tornar uma vítima das circunstâncias, devido a todas as dificuldades , mas não, ele resolveu ser "normal" se casou ha pouco mais de 03 anos, tem dois filhos lindos, se formou com mérito em Direito pela PUC no fim do ano passado, e sempre com um sorriso no rosto e um abraço aberto, eu realmente adimiro esse cara...

Assim como queria deixar registrado aqui minha sincera adimiração à todos aqueles nesse país ou em qualquer outro, que conseguem enxergar nas adversidades não obstáculos, mas oportunidades de crescimento, e com certeza, fazem de seu mundo particular e porque não dizer, do nosso também, um lugar muito melhor de se viver.

NAMASTË

By

27 de ago de 2009

Não há lugar como o lar...


Maravilha!!!

Amanhã estarei de volta à minha querida cidade, ganhei uma merecida folga esse fim de semana, vou poder curtir de novo (ao menos um pouco) minha querida cidade natal, vou tentar fazer de tudo um pouco, rever meus amigos, minha família, e claro, matar a saudade do meu quarto, apesar de ter certeza que está sendo muito bem cuidado...

Ah, como vai ser bom respirar o ar de BH, mesmo com toda aquela loucura de cidade grande, mas sinto falta de tudo isso, desde o barulho dos carros apressados, até o fedor da lagoa da Pampulha...rs! Bom, não sei se vai dar tempo de fazer tudo o que eu estou com vontade e saudade, mas vou tentar aproveitar ao máximo esse 03 dias.

Por isso hoje eu entendo aquela frase que diz:

NÃO HÁ LUGAR COMO O NOSSO LAR!!!!

ME AGUARDE BH...TÔ CHEGANDO!!!!

NAMASTË

By

24 de ago de 2009

Cada indvíduo no ângulo quadrilátero que lhe é reservado...


Boa noite a todos,

Todos os dias vemos nos noticiários sobre a violência, seja de maneira explícita ou de forma mais sutil, a verdade é que vivemos numa sociedade cada vez mais insegura, onde temos um verdadeiro paradoxo entre insegurança e vigilância, sim, porque nunca tivemos nossa privacidade tão exposta quanto nos dias de hoje, são câmeras e mais câmeras, espalhadas pelos cantos mais inóspitos das grandes cidades, elas vigiam desde os caixas bancários, até em nossas casas, para nos proteger de babás mal-intencionadas.

Me lembro de uma empresa onde trabalhei, quando foi implantado um sistema de vigilância interna, com a instalação de 20 câmeras de segurança, na ocasião, vários funcionários torceram o nariz, por se sentirem constrangidos ou pressionados indiretamente por seus superiores, que os vigiavam durante quase todo o periodo do dia de trabalho, onde tudo, todos os dias, era gravado e analisado por olhos atentos, do departamento de RH da empresa, onde qualquer falha registrada era passível de punição, e claro, facilitando a vida dos meus ex-patrões.

Mas não são apenas as câmeras que tiram nosso direito à privacidade, a internet é um caso ainda mais sério, de incidência ainda maior à exposição, textos copiados, fotos editadas, e-mails invadidos, sites desconfigurados, e por aí vai... Fato é que estamos vivendo um periodo ambiguidade, onde a liberdade de expressão se confronta com a falta de privacidade e segurança, que são dirteitos básicos e garantidos por nossa "constituição", mas isso não é o fato mais intrigante, é curioso observar que a falta de liberdade se tornou artigo de consumo, dado aos índices de audiência cada vez mais altos dessas "maravilhas" televisivas mais conhecidas como REALITY SHOW´s, acho que a curiosidade vende, e vende muito, revistas especializadas na dissecação de pessoas famosas, vendem, segundo as pesquisas, mais que publicações educativas.

Na verdade, acho que o fascínio que o ser humano tem pelo alheio não tem limites, é óbvio que em tudo existe um lado positivo, hoje o acesso à informação é cada vez mais em tempo real, nos ultimos dez anos, ganhamos possibilidades de interação nos meios de comunicação como nunca, mas a que preço? A quem interessa tanta informação exposta? Desde a foto de nossos amigos, colegas e parentes espalhadas na internet, ou uma filmagem de uma câmera de segurança na entrada do seu prédio, parece que seguimos cada vez mais rumo à falta de liberdade, ou no mínimo, uma liberdade controlada, onde nossos limites ficam cada vez menores, e a intolerancia, cada vez maior, será que daqui um tempo iremos nos tornar protagonistas de nossos próprios REALITIES SHOWS?

Será que vai chegar um tempo onde não iremos mais dizer aquele famoso ditado popular:

CADA INDIVÍDUO NO ÂNGULO QUADRILÁTERO QUE LHE É RESERVADO? Ou seja...

CADA UM NO SEU QUADRADO??

NAMASTË

By