27 de jun de 2011

Bateria viciada...


"Existe uma verdade que insiste em permanecer longe, em silêncio, uma sensação que eu posso apenas vislumbrar, há muito tempo, quando eu ainda fazia parte do mundo dos "humanos", eu sabia exatamente do que se tratava, eu conhecia o real significado dessa palavra, mas hoje, depois de tantas coisas, eu sei apenas que se trata apenas de uma palavra...FELICIDADE!"

E apesar de muitos acharem que essa palavra seja artigo de fácil acesso, não é, requer maestria na sua condução, paciência em sua manutenção, e muita, mas muita energia para sua continuidade.

Já ouvi mais de 45.000.000 de vezes que a felicidade é um estado de espírito, mas sinceramente, acho que a felicidade é um estado de direito, afinal, se você planta tomate, é quase impossível que você colha Abacaxi, ou vice-versa, portanto, não dá pra ser feliz se não fizermos por onde...Fato!

Muita gente pode até dizer que pra ser feliz de verdade é preciso pouquíssimas coisas, mas sei que na prática o que é preciso mesmo são bem mais que um conjunto de pequenas coisas, como tolerância, equilibrio de emoções, bom censo e principalmente, afeto. E não adianta, pois se apenas uma dessas coisas está desalinhada com a outra, todo o trabalho vai por água abaixo, por exemplo, me considero uma pessoa tolerante, afetuosa e de bom censo, mas na maioria das vezes, minhas emoções estão em total desequilibrio, pra mim é cada vez mais dificil manter o emocional e o racional em harmonia, e isso é o suficiente pra colocar todas as minhas aspirações de felicidade em xeque.

É como um grande quebra-cabeças, quando está quase terminando de montar, faltando três ou menos peças, é exatamente a hora em que a gente precisa estar mais atento, pois um unico movimento pode fazer com que você "desencaixe" todas as outras, quero dizer, você pode estar a um passo da felicidade, mas se toma alguma atitude errada, por menor que seja, pode estar dando adeus a mais uma chance de ser feliz, e voltar à estaca zero, em determinado ponto da vida é algo extremamente desgastante, e é exatamente assim que eu estou me sentindo.

Acho que continuo cobrando muito de mim, mesmo sabendo que não vou jamais agradar a Gregos ou Troianos, continuo o mesmo sonhador incorrigível de sempre, confiando nas pessoas, mesmo quando elas me provam o contrário, mas continuo frustrado com expectativas não preenchidas, e algumas dessas expectativas, foram criadas aqui dentro de mim mesmo, e nisso também não mudei.

Meus pensamentos me traem, conflitando com meus ideais, me dizendo que eu preciso continuar sendo o mesmo, mas que se eu não mudar, as coisas não vão melhorar, eu não posso cobrar mais dos outros, pois sei que as pessoas podem até mudar atitudes, mas que a "essência" de cada um vai permanecer e perdurar, e isso às vezes me desanima.

Talvez eu esteja mesmo cansado, cansado por ter gastado tanta energia na hora errada, de ter usado todas as minhas cargas numa época que eu deveria ter me resguardado mais para o agora, e nesse exato agora estou me sentindo esgotado, como se o melhor de mim, ou a minha "humanidade" necessária pra receber o que eu poderia estar recebendo agora se acabou antes do tempo...Tempo, tenho ouvido tanto sobre ele, tenho ouvido tanto sobre o nosso tempo não ser o mesmo tempo de Deus, que as coisas acontecem no TEMPO certo, e que a gente tem que aceitar que as coisas tem o seu próprio, acho que tenho andado meio sem tempo, sem tempo pra entender isso tudo, antigamente era tão mais fácil, eu saía de casa, no fim de semana, sem hora pra voltar pra casa, sem me preocupar tanto com a segunda feira, mas hoje, parece que estou sendo um contraventor da lei, como se eu estivesse vivendo a vida de outra pessoa, e não a minha, ou pelo menos, não a vida que eu gostaria de estar vivendo, me sinto tão distante das coisas que eu quis pra mim um dia, das pessoas, dos sabores, dos desejos, e isso não é culpa de ninguém menos que mim mesmo.



10 de jun de 2011

O formato das coisas que virão





"Aqueles que sabem que as coisas e as pessoas não são perfeitas, mas que podem ser maravilhosas quando enxergam e aprendem com suas imperfeições, conhecem a fundo o verdadeiro significado da palavra FELICIDADE"






Boa Noite a todos, Muito tempo se passou desde que eu estive aqui da última vez, e prometi a mim mesmo que só voltaria a escrever quando tivesse algo de realmente bom pra dizer, quantas coisas aconteceram desde então, a impressão nítida que tenho, é que eu vivi, em 5 meses, uns 10 anos da minha vida, de tão intensos, complexos e decisivos como foram esses últimos tempos, eu aprendi, amadureci, e enxerguei de perto, tudo aquilo que eu sempre quis ver, vivi e convivi com meus maiores medos e limitações, quase perdi minha Mãe, mas Graças a Deus, ela está aqui, bem de saúde e de espírito, trazendo alegria e vida de volta a essa casa, que não era a mesma sem ela.



Nesse período de incertezas e medos, eu me vi sozinho, não porque eu não tinha amigos, família, aliás, muito pelo contrário, todas as pessoas que são realmente importantes pra mim, estiveram, e continuam do meu lado, agora mais do que nunca, mas eu me vi sozinho, porque eu precisava, precisava crescer, precisava entender que pra que as coisas melhorassem, eu precisava melhorar, precisava aprender definitivamente, que se existe algo que você realmente quer que aconteça na sua vida, só depende da sua própria vontade pra que as coisas aconteçam, que é preciso parar de achar que só a gente tem problemas, e que os nossos problemas são os maiores do mundo, e foi então que eu decidi deixar de ser EXPECTADOR e decidi me tornar PROTAGONISTA da minha história, da história que eu precisava escrever, e eu saí do meu "sofá" e comecei a agir, tomei a linha de frente, as reponsabilidades de casa, e só então eu vi, quantas coisas e pessoas que de uma forma ou de outra, dependem de mim, seja financeira, psicológica, ou intelectualmente.




E o mais surpreendente, eu não sabia o quanto EU dependia de mim, pois eu sempre, de alguma maneira, dava um jeitinho de depender dos outros, me lembro que até minha Mãe internar, eu dependia muito dela, dos conselhos, do colo, do abraço, das bênçãos e orações, e hoje, é curioso como esses papéis se inverteram, hoje eu não me sinto mais o filho mais novo, meu senso de responsabilidade aumentou drasticamente, me preocupo com coisas que antigamente eu nem ligava, como as contas de casa, se os armários da cozinha estão abastecidos, se as portas estão bem trancadas à noite, se as janelas estão fechadas, a verdade é que eu, hoje, estou sentindo algo que eu nunca senti, estou me sentindo um HOMEM.




E isso não foi fácil, precisei tomar uma verdadeira chacoalhada da vida, precisei enxergar o quanto sou imperfeito, limitado, pra que eu pudesse, conhecendo meus proprios limites, saber que eu podia mais.
Muito importante pra que isso se tornasse mais fácil, foi o fato de eu saber que eu não estava sozinho, que eu tinha o apoio incondicional dos meus irmãos e familiares, amigos e colegas de trabalho, e todos se mostraram pessoas maravilhosas, cada um em seu conceito, me mostraram um pedacinho de Deus, em cada palavra e gesto de ajuda, de prontidão, coisas simples que são pra mim hoje, muito importantes, e que me fazem ter orgulho de ter cada um deles em minha vida, e é por cada um deles, que minha força hoje está concentrada em me tornar um Wallace cada vez melhor.



Mas não é só isso, tenho muito a agradecer, em primeiro lugar a Deus, por me ter me dado força, saúde e sabedoria pra ter feito as escolhas certas até agora, ah! As escolhas, essas quais eu reclamei por tanto tempo, pensando serem as mais erradas, e hoje vejo que cada uma delas me trouxe até aqui, fazendo de mim quem eu sou hoje, e me prepararam pra viver esse momento maravilhoso que hoje faz morada em minha vida. É claro que em nossas vidas precisamos de muitas coisas pra viver e sentir de maneira completa, precisamos de amigos pra compartilhar, precisamos de familia pra nos constituir como indivíduos, precisamos de um trabalho, pra nos sentirmos dignos, mas precisamos também, de AMOR, pra que todas essas coisas continuem tendo significado, e hoje acredito que tudo isso tem que acontecer no seu próprio tempo, não adianta atropelar nenhum processo.


E é exatamente assim que o Amor chegou pra mim, de mansinho, sem fazer muito alarde, mas que está aqui, vivo e pulsante dentro de mim, sem culpa e sem pedir nada em troca, sem tempo, sem regras e sem cobranças, só aquele sentimento que soma, aliás, soma não, que multiplica, e sinceramente, eu não imaginei que fosse sentir algo nem parecido, tava tudo tão claro pra mim, minhas prioridades estavam tão bem definidas, mas como já falei anteriormente nesse Blog, as VARIÁVEIS da vida são implacáveis, aquilo que muitos chamam de Destino, sempre dão um jeitinho de melhorar o que já está bom.




Eu sei que ainda existe um longo caminho pra eu percorrer, até que tudo se ajeite, pra que todas as peças se encaixem, mas tenho certeza, que todas as coisas abaixo do Céu, realmente tem um propósito, e um tempo, mas sei também, que o meu tempo de ser feliz chegou, e chegou pra ficar, pois como eu disse anteriormente, muita coisa agora depende de mim, e SÓ de mim, portanto, vou continuar dando o meu melhor, pois o horizonte à minha frente é muito atraente e animador, o horizonte trás esperança, fé em dias muito melhores e todas as coisas e pessoas imperfeitas que estão ao meu redor, torcendo pra minha felicidade, estão me mostrando qual é o formato das coisas que virão.



NAMASTË