25 de nov de 2010

Não conte comigo...


Mais uma vez me me valho desse espaço, pra desabafar, pois hoje, estou mesmo precisando.

Sei que todo mundo precisa ter responsabilidades, todo mundo precisa ter senso de orientação, sei também que todo mundo precisa saber o que quer da vida, mas hoje, exatamente neste dia 25 de novembro de 2010, eu sucumbi, me cansei de ser aquilo que todos esperam de mim, me cansei do barulho dos carros, me cansei de ter horários pra tudo, pra atender o telefone, pra comer, pra dormir, de bater as metas da empresa, de ouvir sermões, de ter que ser sempre aquele que vai estar ali, pronto, a toda hora, acho que estou estressando, ou talvez, já esteja estressado, meu pé esquerdo tá doendo por causa de um entorse, tenho tido péssimas noites de sono, tenho trabalhado exaustivamente e quase incessantemente, e acho que hoje cheguei no meu limite, queria muito estar aqui falando de coisas lindas, de sentimentos gostosos ou coisas do tipo, mas não dá, preciso ser honesto e dizer que as coisas não estão funcionando direito na minha cabeça.

Talvez seja mais uma vez esse tal "espírito de fim de ano" que piore as coisas, talvez meus sentimentos estejam à flor da pele, a impressão que eu tenho, é que todos me cobram alguma coisa, tipo: "Poxa cara,você sumiu heim? Precisa ir lá em casa qualquer dia desses...!" "Pagou as contas do mês?" "Você não bateu sua meta de venda do dia?" "A que horas vai me ligar?" "Você almoçou direito hoje?" "Arrume isso, arrume aquilo...!!!" Talvez a culpa disso seja minha, por ser tão certinho, por andar sempre na linha, agora eu pago o preço por pelo menos tentar fazer tudo certo, e as coisas, inevitavelmente, pra todo mundo um dia, dão errado.

Ou talvez eu deva estar cobrando demais de mim mesmo, parar de fazer o que todo mundo espera de mim e não o que EU espero, o fato é que talvez seja mesmo a hora de parar um pouco, parar de querer abraçar o mundo como sempre fiz, parar de querer tudo ao mesmo tempo agora, acho que eu preciso de um tempo, a vontade que eu tenho agora é de chutar o balde mesmo, de sumir pra um monte no Nepal, ou sentar na beira da praia sem fazer absolutamente nada, apenas ficar olhando o mar.

Talvez eu precise de férias, pra minha cabeça e pro meu corpo, ou talvez, eu precise apenas de uma boa noite de sono, pra que eu acorde amanhã e descubra que isso não passa de um dia estressante, sei lá, acho que é isso mesmo que eu vou fazer, vou tomar um banho de uma hora e meia pelo menos, deixar a água bater sem pressa, e depois relaxar, sem ter que me preocupar se o telefone vai tocar, ou se vão bater na porta do meu quarto, ou se chegou e-mail, ou mensagem no celular, quero descansar, quero paz pra minha cabeça...e pra minha alma! Pelo menos...por hoje!

Um comentário:

  1. Nossa... Isso que chamo que explosão emocional!
    Tenho certeza que após fazer esse post você se sentiu mais leve!
    Essa reta de final de ano...é realmente difícil... Dias melhores virão, acredite!


    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir

Deixe aqui uma idéia, que seja apenas uma palavra, uma crítica, uma expressão que venha do sentimento que essa leitura lhe trouxe à tona, vamos compartilhar juntos nossos devaneios...