18 de nov de 2010

The End


E se foi...

Sem deixar rastro ou memória, sem ao menos dizer adeus.
Tudo aquilo que antes era fácil, que era vivo e colorido.
Agora dá lugar a um espaço vazio, resumido num olhar seco.

As lindas canções se tornaram um silêncio inevitável,
aquele lugar se tornou um canto frio e desconfortável
pois nem eu nem você somos mais os mesmos.

Em meus olhos já não está mais a certeza,
e em teus olhos não existe mais o calor.
Meu sorriso não é mais intenso, e meu coração se fechou.

As palavras já não saem mais da minha boca.
Meus instintos estão falhos e tácitos
E minha mente vagarosamente se desfaz dos meus desejos e sonhos.

Talvez um dia o sol volte a brilhar como antes, ou como nunca.
Talvez eu consiga enxergar com meus próprios olhos novamente
e não mais através dessas lentes em meu rosto pálido.

Talvez eu consiga sonhar um sonho novo...de novo,
Talvez busque uma nova razão pra minha razão,

Ou talvez...seja para sempre, tarde demais.

Um comentário:

  1. Passei para lhe conhecer.Lindo o seu blog.
    Venho te convidar para ver quem está comigo aqui.
    É um prazer te receber neste cantinho. Venha dar uma olhadinha. Tenho certeza que vai gostar.
    http://sandraandradeendy.blogspot.com/
    Carinhosamente, vou te esperar. Aqui grandes amigos se encontram e se revelam. Carinhosamente,
    Sandra.

    Amigos são flores plantadas com muito carinho.

    ResponderExcluir

Deixe aqui uma idéia, que seja apenas uma palavra, uma crítica, uma expressão que venha do sentimento que essa leitura lhe trouxe à tona, vamos compartilhar juntos nossos devaneios...